Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Alemanha fecha presídios

Publicado 1 décembre 2014 per Andrea Rego  • 1 837 visualizações
fecha presídios
5 (100%) 4 votes

Um fato que todo governo gostaria de anunciar acontece na Alemanha: o país está fechando suas prisões. Dois centros de detenção em território alemão, que já se encontravam a metade vazios, estão sendo completamente desocupados. Nos últimos seis anos, a população carcerária do pais diminuiu em 20%.
A prisão de Celle-Salinenmoor, que comporta 212 vagas para somente 123 , vai fechar suas portas nos próximos dias. A administração do presidio começou a evacuar o prédio, que será transformado num hotel. A de Braunschweig, igualmente com uma subpopulação ( 78 prisioneiros para 143 vagas) terá suas atividades encerradas até 2016.
O fechamento dos presídios alemães ocorre paralelo à diminuição da quantidade de detentos no curso dos últimos anos. Em números divulgados pelo cotidiano Süddeutsche Zeitung, em 2007, 64.273 pessoas se encontravam encarceradas nos estabelecimentos prisionais em território alemão. Em 2013, este número caiu para 50.374, representando uma redução da população carcerária de 20%.
A realidade do sistema prisional alemão é diferente de outros países da Europa, como a , por exemplo. Segundo informações do jornal Le Monde, o pais tem 67.088 detentos para um total de somente 57.473 vagas. A informação confirma a existência de superpopulação em grande parte das unidades penitenciarias em solo francês.

Baixa da criminalidade e reinserção à sociedade

A situação alemã resultaria de um Justiça mais clemente que a de seus vizinhos europeus? Segundo o criminólogo, Christian Pfeiffer, uma das causas da baixa criminalidade e, em particular do número de homicídios, seria o envelhecimento demográfico que conhece atualmente a Alemanha.
Mas não somente. De 2000 a 2010, 41% dos indivíduos que esperavam julgamento ou foram condenados a menos de seis meses de detenção, cumpriram suas penas fora das prisões, através de trabalhos prestados à comunidade.
Condições dignas e formação profissional dentro dos presídios também contribuem para recuperação e reintegração dos indivíduos encarcerados à sociedade. Eles tem cela individual de 10 metros quadrados, equipada de banheiro e televisão. Quando retornam à liberdade, contam ainda com apoio para encontrar trabalho e moradia.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Artigos relacionados