Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Suíça investe no carnaval do Rio para atrair turistas

Publicado 23 janvier 2015 per Andrea Rego  • 1 535 visualizações
Suíça investe no do para atrair turistas
4.64 (92.73%) 11 votes

Face a uma concorrência mundial acirrada no setor turístico, a Suíça procura conquistar novos mercados e se volta notadamente para o , onde o número de viajantes é em constante aumento. Uma das apostas do país é o carnaval do Rio de Janeiro. No próximo desfile, a Suíça será tema enredo da Unidos da Tijuca, escola campeã do ano passado.
Em 2013, mais de 206.000 diárias foram geradas por 86.529 brasileiros na Suíça, ou seja  um crescimento de 15% por ano depois de 2005.  Mas o número é ainda pequeno se comparado à França, que recebeu 1,2 milhão de visitantes brasileiros no ano passado.
Segundo Véronique Kanel, porta-voz da Suíça , o Brasil é um “mercado estratégico com um forte potencial”. Vale, portanto, o investimento no carnaval carioca.

Embaixadores

“A Suíça constitui a oitava destinação da Europa para os brasileiros. « Nosso objetivo é chegar aos cinco primeiros até 2016”, planeja Adrien Grenier, que comanda a delegação da Turismo baseada em São Paulo, cujo objetivo é conquistar o mercado brasileiro.
Eles têm um bom motivo: em média cada brasileiro em férias no pais, por um período aproximado de 2,4 dias, gasta 200 francos por dia (198 euros), seja duas vezes mais que um alemão.
As estimativas são otimistas e uma grande atração é a oferta de  esportes de inverno, com a qual os suiços esperam conquistar cerca de 350.000 novos visitantes.
“Nosso pais é conhecido pelas suas infraestruturas, sua administração pública, seu sistema educativo e de saúde, seus bancos e sua segurança, mas muito pouco por tudo que concerne o turismo: a gastronomia, as paisagens, a hospitalidade ou a cultura, acrescenta Grenier.
Por esta razão, o organismo de turismo convidou o maior grupo do ano à conhecer o pais, em 2014. Nada menos que 36 sambistas da Escola de Samba Unidos da Tijuca, entre os quais a atriz Juliana Alves, viajaram através da Suíça para descobrir suas diversas facetas e se tornarem “embaixadores”, uma vez de retorno ao Brasil.

Vender a Suíça e seus clichês

Depois de uma excursão “kitsch” de trenós, na estação de inverno de St Moritz, no oeste do pais, a trupe visitou ateliers de relojoaria e de chocolates, antes de efetuar uma série de espetáculos de samba em diferentes cidades. “Junto com os queijos, esses são os nossos melhores embaixadores, não importa se caimos nos clichês”, disse Adrien Mercier.
O Grêmio Recretivo Unidos da Tijuca decidiu para o desfile deste ano tomar como enredo a “Suiça”. Os sambistas aproveitaram ainda a viagem para se inspirar da tradição do carnaval suíço, onde os monstros, caçados no inverno, são numerosos bem como as fantasias divertidas e floridas lembrando a chegada da primavera.
“Ao todo, a Suíça, através de fundos públicos e privados, financia nosso desfile com 2,5 milhões de francos sobre os 5 milhões necessários, revelou o diretor de marketing da agremiação, Bruno Tenório.
Com 240.000 espectadores e mais 80 milhoes de telespectadores do carnaval brasileiro, a Suíça Turismo afirmou esperar obter um retorno do investimento “consequente”.

 

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Artigos relacionados