Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Le Figaro seleciona oito « santuários » turísticos do Brasil; cinco estão no Nordeste

Publicado 31 janvier 2015 per Andrea Rego  • 4 154 visualizações
Le Figaro seleciona oito «  » turísticos do ; cinco estão no Nordeste
4.83 (96.67%) 18 votes

O francês Le figaro selecionou oito “santuários” pouco conhecidos dos no Brasil.  Em seu site, o jornal disponibiliza um link para acessar um guia (escrito em Português) com opções de hospedagem, restaurantes, localização precisa, dentro outras informações. Cinco desses locais “magnificos e distantes da multidao”, se encontram no Nordeste. Eis a seleção e descriçao feita por Le Figaro:

1 – Arquipélago de Fernando de Noronha

A 710 quilômetros ao norte de Fortaleza, esta antiga base militar brasileira é hoje um exemplo de preservação ambiental. Com sua natureza selvagem, suas de areia fina e seu fundo do mar magnifico, ela preencherá os amantes da natureza. A ilha é um santuário para as tartarugas e os golfinhos. Acessível por via aérea da maior parte das grandes cidades, o arquipélago atraiu, no século XIX, numerosos cientistas, entre os quais Charles Darwin. As entradas e saídas são controladas e uma taxa será solicitada aos turistas que desejam ir até lá.

Le-Figaro-seleciona-oito-santuarios-turisticos-no-Brasil-cinco-estao-no-Nordeste

2 – Parque Nacional da Chapada Diamantina

Declarado parque nacional em 1985, seu nome fez referência à formação geológica particular do local e à prospecção de diamantes no século XIX. Chamados morros, estas montanhas de contornos circulares formam superfícies planas no topo, de onde se pode admirar uma vista panorâmica sobre a região por ocasião das caminhadas. No coração do estado da Bahia, a reserva natural se estende por 1520 Km2 e abriga perto de 300 cascadas. Cercas são célebres por seus riachos vermelhos. O parque dispõe ainda  de grutas e de canyons visitados pela maior parte dos turistas.

3 – Ilha de Marajó

Lá onde o Amazonas encontra o mar, nesse delta gigantesco onde as águas sombrias do rio se misturam às dos riachos, está a maior ilha cercada de agua doce do mundo. A riqueza de sua fauna e de sua flora fazem da ilha um lugar privilegiado para admirar as espécies sul americanas. Guarás vermelhos, papagaios, anacondas, flamingos róseos e mesmo uma raça local de cavalos, os marajoaras, encontraram refúgio nesta ilha, coberta em sua metade pela floresta tropical quase inacessível. Para os que apreciam se bronzear, a ilha possui ainda praias de areias finas.

4 – O maior museu do mundo a céu aberto: Inhotim

Conhecido por misturar arte contemporânea e jardim botânico, numa aliança única ao mundo, o museu Inhotim necessita de muitos dias para quem deseja o visitar integralmente. Construído sobre um terreno de 120 hectares, perto da cidade de Brumadinho, a 400 quilometros ao norte do Rio de Janeiro, ele acolhe igualmente um centro de pesquisa, um hotel e vários restaurantes. O local é também uma boa base de partida para percorrer o estado de Minas Gerais, onde os turistas poderão descobrir numerosos charmosos vilarejos da época colonial.

5 – Canyon do Xingó

Navegar entre as falésias e as paisagens impressionantes do Rio São Francisco é uma experiência única. Situada ao norte da cidade de Salvador, no estado de Sergipe, o canyon do Xingó tem uma importante história para a região depois da descobertas de traços, antigos de 8000 anos, dos antigos habitantes perto do rio. Varias pequenas ilhas são acessíveis subindo o rio onde os pássaros fazem seus ninhos. Os mais curiosos irão igualmente conhecer a cidade próxima de Piranhas, inscrita no património mundial da Unesco pela sua arquitetura e sua vista.

6 Alter-do-Chão

Cercada de super praias de areia branca às margens de uma lagoa de águas turquesas, a pequena cidade de Alter-do-Chão, no estado do Pará, é um lugar de férias dando às vezes a impressão de estar sobre uma ilha. Situada no Rio Tapajós, um afluente do Amazonas, ela foi fundada no século XVII por um colonizador português. Cada ano, a cidade celebra a festa do “sairé”, em referência aos golfinhos róseas de agua doce, que acontece na segunda semana de setembro e atrai toda a região. Numerosas manifestações folclóricas são propostas, assim como um duelo coreográfico para os habitantes, divididos entre dois clãs para a ocasião.

Parque Nacional da Serra da Capivara

Inscrito em 1991 ao patrimônio mundial da humanidade da Unesco pelas suas pinturas rupestres, datadas de 25.000 anos, o parque nacional da Serra da Capivara, situado no Nordeste do Brasil, é um testemunha excepcional de uma das mais antigas comunidades da América do Sul. O local mais conhecido é a Pedra Furada, célebre por suas pinturas mas sobretudo por seus arco, uma consequência surpreendente doas mudanças geológicas. O parque abriga mais de 300 sitios , os quais a maior parte são sempre objeto de escavações.

Arraial d’Ajuda

Ao sul da estação balneária de Porto Seguro, no estado da Bahia, se encontra a pequena cidade de Arraial d’Ajuda, célebra para os brasileiros por suas praias de areia fina. A aproximadamente 1h30 de vôo do Rio de Janeiro, os visitantes são de repente cercados pela grande floresta atlântica. O lugar acolheu os primeiros jesuítas europeus no Brasil e numerosas crenças crista locais fizeram, durante um período, um local de peregrinação. Uma igreja colonial e casas da época testemunham este passado e oferecem uma imagem de autenticidade a este vilarejo de praia.

 

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Artigos relacionados