Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Depois de semanas agitadas, vem sempre a calmaria

Publicado 4 mai 2015 per Andrea Rego  • 642 visualizações
Depois de semanas agitadas, vem sempre a calmaria
4.4 (88%) 5 votes

Depois de semanas de provas e mais provas, como coloquei aqui pra vocês, nós fomos coroadas com semanas de puro descanso e “paz”. Paz dos estudos, mas todas a agitação das noites de e Medellín. As turmas de Antropologia e Imagem, da qual faço parte, foram contempladas com viagens às duas das mais belas cidades da : Cartagena, que já conhecemos e, de tão linda dispensa apresentações, e Medellín, minha última e mais nova paixão.
Entre os dias 16 e 18 de abril, estive junto com meus colegas de turma e as outras duas brasileiras – Gabi e Chris – conhecendo os pontos históricos de Cartagena e também a Praia Branca, próxima às ilhas Rosário. Já tínhamos ido uma primeira vez (como relatei aqui), mas a primeira viagem foi voltada apenas para festival de cinema e nós não tivemos tempo de conhecer os castelos e museus que existem na cidade. Dessa vez foi diferente, nosso tempo foi dedicado a conhecer a história e os costumes locais dessa cidade banhada pelo Mar das Caraíbas. Obediente como somos, aproveitamos ao máximo todos os momentos oferecidos para “beber” mais de tudo o que nos era oferecido.

História e praias paradisíacas

Conhecemos o Castelo de San Felipe de Barajas, um dos maiores pontos de defesa do Vice-Reino de Nova Granada, que teve papel importante em várias guerras e que é um orgulho para população local. Confesso! Sofri horrores para conseguir subir todas as escadas até o topo, cês lembram né, sou sedentária mais que a peste, mas valeu todo o esforço porque no topo do castelo há umas das mais belas imagens que já tive a oportunidade de vê na Colômbia. Coincidentemente o sol estava se pondo e a cena ficou ainda mais fodástica, com o perdão da palavra.
Conhecemos o Museu do Ouro Zenu e o Palácio da Inquisição, ambos localizados no centro de Cartagena, na praça Bolívar, que depois ficou conhecida como Praça da Inquisição. Os dois locais são muito bem estruturados, com visitas guiadas e textos bilíngues. Para entrar no palácio você precisa pagar um valor e quando cê entra em grupo, fica em torno de dez reais, uma balela.
No museu não é preciso pagar, você só precisa esperar em uma fila, porque existe uma número máximo de visitantes por vez, devido a importância e preciosidade das peças que tem no local, onde é possível ver, dentre muitas coisas, peças de ouro e a história dos índios Zenus. No palácio, destacam-se as réplicas de instrumentos de tortura utilizados pelos carrascos à serviço da Igreja Católica nos interrogatórios. Dois belíssimos lugares, super indico!
Tivemos também a oportunidade de conhecer a Playa Blanca de Baru, a mais famosa de Cartagena. É possível chegar à praia de barco em tours diários e que partem de vários lugares da cidade e também por terra, em vans. Como éramos muitos e também para deixar o passeio mais em conta, fomos de van e pagamos o correspondente a trinta reais.
Digo sem medo de ser imprudente, foi uma das praias mais lindas que já vi na vida. A água é clara de um jeito que é impossível descrever e a areia é branca de causar inveja. Fomos muito feliz durante todo o momento em que estivemos por lá. Uma sugestão: leve lanches e bebidas de casa, porque quando percebem que você é turista, querem aumentar o preço de tudo, rs, então é menos arriscado do depender dos preços que são impostos pelos ambulantes.

Paixão e prêmio

Dois dias depois que voltamos de Cartagena, partimos para Medellín, só deu tempo lavar as roupas e refazer as malas, rs. Medellín é próxima de Montería, cidade onde vivo, de avião é uma viagem rapidinha de 45 minutos. Eu estava tentada a continuar escrevendo aqui sobre essa cidade linda, que me encantou desde a hora que eu desci do avião, mas acho que vale a pena deixar para um próximo texto porque vi tantas coisas perfeitas que se eu colocasse aqui, esse texto ficaria gigantesco. Só antecipo uma coisa: estou apaixonada por essa cidade, conhecida como a “cidade da eterna primavera”. Se bem que tenho me apaixonado muito fácil por tudo o que tenho visto nesse país, rs.
Antes de encerrar gostaria de compartilhar uma última conquista que tive esses dias. Antes de viajar para Medellín me inscrevi em um concurso promovido pela minha Universidade, o “III Concurso de Ensaio: Escrever uma Forma de Liberdade” e acreditem, fui premiada na modalidade universitária [gritos e dancinhas da vitória 😉 ]. Escrevi sobre vantagens e desvantagens das redes sociais, assunto que têm me demandado especial interesse durante o intercâmbio. Além da premiação, recebi também um valor em dinheiro, ou seja, concurso lindo e que ainda me ajudou a guardar “plata” para a próxima viagem, rs.
Prometo que não demoro com o texto sobre Medellín e me comprometo a tentar descrever o mais detalhadamente sobre tudo o que vi e senti nessa experiência. Aguardem 😉

 

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Artigos relacionados