Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Governo francês detém humorista por apologia ao terrorismo

Publicado 14 janvier 2015 per Andrea Rego  • 2 112 visualizações
Governo francês detém humorista por apologia ao terrorismo
4.5 (90%) 10 votes

O governo francês deteve o humorista , que foi convocado para dar explicações sobre seus propósitos « terroristas ». Na verdade, a prisão temporária dele pode ser vista com uma contradição à liberdade de expressão. é conhecido por suas provocações contra os judeus. Desta vez, ele fez uma associaçao a um dos atentados que sacudiram a França na semanan passada..

Governo-frances-pisa-na-bola-ao-deter-humorista-por-apologia-ao-terrorismo
Dieudonné foi detido por publicar a frase « je suis Charlie-Coulibaly » em sua página do facebook. Amedy Coulibaly é o autor do atentado à Gare de Montrouge, que aconteceu no dia seguinte ao ataque a Charlie Hebdo, matando uma policial, em Paris.
Dois dias depois, ele entrou num supermercado judeu, fazendo vários reféns. A ação deixou um saldo de quatro mortos, além do terrorista, abatido pela polícia.
Não é a primeira vez que o governo de Hollande se vê envolvido num imbroglio com o humorista. Ele já foi convocado outras vezes por fazer, num de seus espetáculos, um gesto visto como antisemitista.

Deferência aos judeus

Tudo indica que não deve pegar bem, aos olhos da comunidade árabe, o deslocamento da ministra da Ecologia, Ségolène Royal, a Israel. Ele participou dos funerais das quatro vítimas do atentado ao supermercado, cometido por Coulibaly. Royal é ex-mulher de Hollande. Neste momento, o gesto pode ser interpretado como uma deferência aos judeus.

Geopolítica

A presença do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Bethanael, nas manifestações do último domingo, em Paris, foi diluída pela participação de outros líderes, entre os quais o primeiro- ministro turco, Ahmet Davutoğlu. A Turquia vivência a experiência de ser um estado islâmico em oposição ao Jihad. Coisas da geopolítica e do enfrentamento ao avanço do terror. O caso Dieudonné joga mais lenha na fogueira.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedin

Artigos relacionados